PROGRAMAS DE EMAGRECIMENTO

MÉDICO & ESTÉTICO

REALIDADE ATUAL EM SOBREPESO E OBESIDADE

A baixa atividade física e aumento do aporte calórico são condições comuns na sociedade ocidental e constituem-se na causa de sobrepeso e da obesidade. A obesidade, especialmente quando manifesta sob a forma de obesidade central, está relacionada com a adiposopatia (também conhecida como síndrome metabólica), caracterizada por uma gama de alterações que incluem as diferentes apresentações relacionadas com resistência à insulina, hipertensão arterial sistêmica e dislipidemia. Também contribuem para aumento de risco a ocorrência de hipertrofia ventricular esquerda, apnéia obstrutiva do sono, disfunção nervosa simpática e endotelial. Insuficiência cardíaca também está associada com obesidade. Da mesma forma a incidência de algumas neoplasias, em especial câncer de mama, cólon e pâncreas também está relacionada. Como consequência, estudos prospectivos com grandes amostras, e utilizando análise multivariada, demonstraram que obesidade é fator de risco independente para mortalidade global e cardiovascular tanto em homens quanto em mulheres.

Os benefícios da redução de peso incluem redução na pressão arterial, na incidência de diabete mélitus, melhora no perfil lipídico, redução na resistência à insulina e na concentração da proteína C reativa, melhora na função endotelial. Mesmo assim, as medidas atualmente disponíveis para controle de obesidade tem baixa efetividade. Uso de medicações é acompanhado por pequena e transitória perda de peso, sendo que há fortes indícios que alguns fármacos elevam o risco de eventos cardiovasculares em razão de sua ação intrínseca. Tratamentos cirúrgico tem indicação para casos avançados, e embora os resultados sejam favoráveis, persiste preocupação quanto à morbimortalidade.

Novas intervenções para esta condição são desejadas, em vistas à crescente epidemia de sobrepeso e da obesidade. Estatísticas demonstram que o brasileiro com mais de 20 anos tem aproximadamente 50% de chance de apresentar sobrepeso. Em alguns grupos sociais, a obesidade atinge alarmantes 16,9% dos indivíduos.

EMAGRECIMENTO MÉDICO

A determinação da razão cintura quadril (RCQ), expressa em unidade pura, uma vez que é obtida pela divisão da circunferência mensurada na cintura por aquela tomada no quadril, é importante determinante do tipo da forma de distribuição da gordura no organismo. Esta grandeza serve de referencial para determinação de obesidade central, conceitualmente definida como maior que 0,9 em homens e 0,85 em mulheres. A medidas circunferencial da cintura pode servir como referencial, mesmo tomada isoladamente. Valores acima de 102 centímetros em homens e 88 em mulheres sabidamente relacionam-se com aumento marcado do risco cardiovascular e devem ser motivos de intervenção mais precoce e robusta.

O método CardioEsthetic foi desenvolvido para auxiliar no manejo de pacientes portadores de sobrepeso e obesidade grau I e II (IMC em 25 e 39,9), especialmente quando existe a presença de obesidade central e adiposopatia. São vantagens do método o rápido emagrecimento, a preservação da massa muscular, a ausência de uso de medicações ou intervenções invasivas adjuntas ao método, o conforto representado pela ausência de fome durante a intervenção e os ganhos cognitivos resultantes do remodelamento dos hábitos alimentares, com impacto na manutenção dos resultados. Atividade física após a primeira semana, embora recomendada, não é indispensável, condição que permite uso quando houver limitações ortopédicas ou outras.

Durante a intervenção, são realizadas consultas médicas semanais. Obtém-se avaliação clínica e mensurações de dados antropométricos, pelo uso de impedância elétrica. São acompanhados a perda de peso, a quantificação da gordura visceral, a pressão arterial, o percentual de gordura corporal e de massa muscular. A mensuração da RCQ é um dado adicional, acompanhado ao longo da intervenção. Após a consulta médica, ocorre a avaliação com o coach, que auxilia em relação a adequação da dieta em relação as preferencias gastronômicas individuais e auxiliando no adequado preparo dos alimentos. A participação do coach também está relacionada com a identificação de eventuais condutas viciosas que possam estar limitando a eficiência, assim como o estímulo contínuo para o seguimento da intervenção, inclusive com o uso de mídias digitais (como Whatsapp).

Ao final da consulta são fornecidos os alimentos para a semana seguinte, dentro de uma programação individualizada e modular, dependendo das características de cada indivíduo. O programa CardioEsthetic envolve a aplicação de uma dieta hipocalórica e normoproteica. Além dos alimentos fornecidos, consulte a lista de vegetais permitidos (link, para rolagem) ao final do texto. As proteínas utilizadas tem alto índice de utilização. Acreditamos que o conceito desenvolvido represente o surgimento de uma ferramenta útil para o combate ao sobrepeso, à obesidade e melhora de hábitos alimentares. Basicamente o progama CardioEsthetic constitui-se em uma intervenção dietética com aporte de baixas calorias e uma quantidade normal de proteínas. O processo possui 4 fases.

4 FASES

1ª FASE: EMAGRECIMENTO INTENSO

Três refeições e dois lanches fornecidas pelo método, com baixa ingesta de carboidratos e gorduras. Lista de vegetais permitidos como complementos para refeições. Perda intensa de massa gorda e preservação da massa muscular. Possível introdução de atividade física a partir da segunda semana, de forma lenta e progressiva, dependendo de cada paciente. Deve ocorrer perda de, ao menos, 70% do peso pretendido nesta fase.

2ª FASE: ESTABILIZAÇÃO METABÓLICA

Duas refeições e dois lanches fornecidas pelo método, mais a introdução de proteína animal in natura como terceira refeição. Lista de vegetais permitidos como complementos para refeições. Adaptação do organismo as mudanças fisiológicas (estabilização do sistema hormonal e metabolismo basal) e início da preparação para término da dieta. Espera-se perda de menos de 20% do peso pretendido nesta fase.

3ª FASE: CONSOLIDAÇÃO

Uma refeições e dois lanches fornecidas pelo método, mais o acréscimo de alimentos in natura, e da preferência do paciente, dentro de cardápio sugerido, para composição do almoço e jantar. Lista de vegetais permitidos como complementos para refeições. Sedimentação dos novos hábitos alimentares e estilo de vida mais saudável adquiridos durante a dieta. Expectativa de pequena perda de peso.

4ª FASE: MANUTENÇÃO

Orientação e apoio na manutenção do peso perdido a longo prazo. Incentivo ao novo estilo de vida (orientações aos profissionais para prática de exercícios físicos) e hábitos alimentares saudáveis. Assessoramento para adaptação da necessidade energética de cada indivíduo. Reforço emocional e nutricional.

EMAGRECIMENTO ESTÉTICO

A determinação da razão cintura quadril (RCQ) é importante determinante do tipo da forma de distribuição da gordura no organismo. Esta grandeza serve de referencial para determinação de obesidade central, conceitualmente definida como maior que 0,9 em homens e 0,85 em mulheres. A medida circunferencial da cintura pode servir como referencial, mesmo tomada isoladamente. A condição de baixo risco é obtida com medida de cintura abaixo de 94 cm em homens e abaixo de 80 cm em mulheres. A impedância elétrica permite determinação semiquantitativa da deposição de gordura visceral.

O programa CardioEsthetic de emagrecimento estético foi desenvolvido para auxiliar no manejo de pacientes que desejam melhorar sua composição corporal (reduzir massa gorda e preservar e/ou ganhar massa magra) e também para os pacientes portadores de sobrepeso leve. São vantagens do programa a preservação ou aumento da massa muscular, a ausência de uso de medicações ou intervenções invasivas adjuntas, a redução da massa lipídica com melhor distribuição da gordura corporal, a ausência de fome durante a intervenção, e os ganhos cognitivos resultantes do remodelamento dos hábitos alimentares com impacto na manutenção dos resultados. Atividade física após a primeira semana é recomendada.

Durante a intervenção, são realizadas consultas com o coach nutricionista. Obtém-se avaliação clínica e mensurações de dados antropométricos pelo uso de impedância elétrica. Quando necessário, é realizado acompanhamento médico conjunto. São acompanhados a perda de peso, a quantificação da gordura visceral, a pressão arterial, o percentual de gordura corporal e de massa muscular. O coach auxilia adequando a dieta em relação às preferências gastronômicas individuais, e auxiliando no adequado preparo dos alimentos. A participação do coach também está relacionada com a identificação de eventuais condutas viciosas que possam estar limitando a eficiência, assim como o estímulo contínuo para o seguimento da intervenção, inclusive com o uso de mídias digitais (como WhatsApp). Ao final da consulta são fornecidos os alimentos para a semana seguinte, dentro de uma programaçãoindividualizada e modular, dependendo das características de cada indivíduo.

O Programa CardioEsthetic  de emagrecimento estético envolve a aplicação de uma dieta hipocalórica (baixa quantidade de caloria) e levemente hiperproteica. Além dos alimentos fornecidos, consulte a lista de vegetais permitidos (link, para rolagem) ao final do texto. As proteínas utilizadas tem alto índice de aproveitamento. Nossa experiência mostra que completar o programa de emagrecimento estético leva ao embelezamento, melhora da saúde e dos hábitos alimentares, sendo estes ganhos duradouros.

VEGETAIS PERMITIDOS

PODEM SER CONSUMIDOS À VONTADE

Acelga, agrião, alface, chicória, espinafre, rúcula, endívia, tomate, maxixe, almeirão, couve, repolho, escarola e salsão.

ATÉ 2 XÍCARAS POR REFEIÇÃO

Aipo, aspargos, brócolis, chuchu, brotos de alfafa, cogumelos, couve de Bruxelas, couve flor, beringela, abobrinha, alcachofra, palmito, quiabo, nabo, pepino e rabanete.

TEMPEROS

Recomendamos usar 2 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem, 2 colheres de vinagre de álcool combinado com até 2 colheres de sopa de alho, cebola, pimentão e temperos verdes e aromáticos desidratados ou in natura. O sal está liberado a gosto individual, exceto em casos de hipertensão arterial sistêmica, situação em que fica à critério médico.